Em Minas Gerais, mulheres realizam manifestação cultural contra o fascismo

Exatamente uma semana antes das eleições, mulheres de todo o país sairão às ruas para denunciar o fascismo e o conservadorismo, representados na candidatura de Jair Bolsonaro (PSL) à Presidência da República. A manifestação, que foi chamada de “Mulheres contra Bolsonaro”, acontece no sábado (29) em, pelo menos, 19 capitais brasileiras.

A articulação das mulheres ganhou força após um grupo criado nas redes sociais que já reúne mais de 2,5 milhões de participantes. Em Belo Horizonte, a ação foi convocada pela Frente Brasil Popular, por mulheres artistas da capital e por militantes feministas. A concentração está agendada para as 12h, na Praça Sete, no Centro. Estão confirmadas as presenças de blocos de carnaval, como Alô Abacaxi, Unidos do Samba Queixinho, Truck do desejo e Beiço do Wando.

“Estamos indo às ruas para mostrar a nossa força, para mostrar que nós mulheres somos a maioria do eleitorado, a maioria da população brasileira. Por isso a gente merece respeito e a gente só vai votar em quem respeita as mulheres”, convida Maria Fernanda Caldeira, do Levante Popular da Juventude e uma das organizadoras da ação.

A trajetória do candidato do PSL é marcada por discursos de ódio contra negros, indígenas, quilombolas, população LGBT e grupos de esquerda. Ele chegou a dizer à deputada Maria do Rosário (PT), em 2014, que não a estupraria porque ela não merecia. Além disso, afirmou que sua filha foi fruto de uma “fraquejada”, pois já tinha quatro filhos homens. Em 2011, Bolsonaro afirmou em entrevista que não corria o risco de seus filhos se apaixonarem por uma negra porque eles eram “bem-educados”.

“A gente acha que no espaço da política não deve haver uma figura como essa que menospreza, repudia e tripudia da vida das mulheres”, critica Fernanda.

Vaquinha

Para garantir o trio elétrico no dia do ato, sábado (29), as organizadoras abriram uma campanha para arrecadar dinheiro de forma colaborativa. Quem quiser doar, é só acessar o link goo.gl/xCCAag.

Cidades de MG mobilizadas

Além da capital mineira, as mobilizações vão acontecer pelo estado inteiro. Veja quais cidades já divulgaram ações contra o candidato do PSL:

Uberlândia:⠀22/09 - Praça Tubal Vilela, a partir as 14h⠀

Ouro Preto:⠀29/09 - Praça Tiradentes, a partir as 14h⠀

Teófilo Otoni: 29/09 - Praça Tiradentes, a partir das 9h

João Monlevade: 29/09 - Praça do Povo, a partir das 9h

Lavras:⠀29/09 - Praça Dr. Augusto Silva, a partir das 16h⠀

Viçosa:⠀29/09 - Praça das Quatro Pilastras (UFV), a partir das 15h

Passos: 29/09 - Em frente à prefeitura, a partir das 13h

Divinópolis: 29/09 - Praça do Santuário, a partir das 15h

Ubá: 29/09 - Praça Guido, a partir das 15h

Uberaba: 30/09 - Praça da Abadia, a partir das 8h30

Guaxupé: 30/09 - Praça da Saudade, a partir das 15h