Haddad responde carta enviada pela FASUBRA com demandas da Categoria

Prezadas companheiras e prezados companheiros da ANDES, ANPG,FASUBRA SINDICAL, SINASEFE e UNE,

Agradeço imensamente o envio da Carta das Entidades da Educação do Sistema Federal do Ensino à minha candidatura. Fico extremamente feliz em constatar que as propostas apresentadas convergem muito com meu Plano de Governo.

Aproveito a oportunidade para reafirmar meu compromisso em revogar as reformas aprovadas pelo governo Temer e apoiadas por nosso adversário neste segundo turno. Entre elas, a Emenda Constitucional 95 (teto dos gastos), a Reforma do Ensino Médio, a Reforma Trabalhista e a terceirização irrestrita. Reafirmo também nossa oposição à Reforma da Previdência de Temer, que afeta o direito sagrado à aposentadoria de milhões de brasileiros, incluindo os trabalhadores da área da educação.

Entendemos a educação como direito constitucional e um instrumento de inclusão social. Por isso, nosso Plano de Governo prevê a criação de um novo padrão de financiamento, visando progressivamente investir 10% do PIB em educação, conforme a meta 20 do PNE. Nos comprometemos também a retomar o processo de expansão e interiorização das universidades federais iniciado no Governo Lula, sempre prezando por um ensino público, gratuito e de qualidade. Rejeitamos qualquer proposta de cobrança de mensalidade nas universidades públicas, como defende meu adversário.

Estabeleceremos um amplo diálogo com as entidades do serviço público e estaremos sempre abertos a debater todas as reivindicações das entidades que lutam por uma educação pública, universal e de qualidade para todas e todos.

Estaremos juntos na construção de um Brasil justo e democrático e com oportunidades para todos.

Um forte abraço,


Clique aqui para acessar o documento entregue pela Federação.