TAE do Campus I do CEFET-MG protestam nas eleições para diretor de unidade e candidato "perde" para votos nulos

O protesto dos Técnico-Administrativos do CEFET-MG, na eleição para diretor do Campus I, contra a impossibilidade de serem candidatos ao cargo deu certo. A Categoria deliberou anular o voto acrescentando na cédula "candidato TAE" e marcando-o. Os votos nulos contabilizaram 140, enquanto o candidato eleito, o professor Gilmar Perez, teve 99 votos. O resultado do pleito, que tinha apenas um candidato, demonstrou a força e união da Categoria.

O protesto foi uma decisão da Assembleia do dia 19 de outubro. O encaminhamento foi o de que enquanto o CEFET-MG não rever sua política em relação a possibilidade de Técnico-Administrativos em Educação se candidatarem ao cargo de diretor de unidade, a Categoria irá anular o voto escrevendo na cédula "candidato TAE".

Segundo o coordenador do SINDIFES, Mário Sergio, falta vontade política para abrir espaço para os TAE. "A legislação permite que sejamos diretores de unidades, assim como nos Institutos Federais. O que nós queremos é que o CEFET reconheça esta possibilidade e avance no processo de democratização da instituição", finalizou.