Governo Bolsonaro quer reduzir sua aposentadoria incitando você a aderir à Funpresp

O SINDIFES alerta a todos os Servidores sobre o email da Secretaria da Gestão e Desempenho do Ministério da Economia que dá a impressão aos servidores que a adesão à Funpresp (Previdência Complementar) é necessária e que o prazo para que isso aconteça será no final do mês de março. Este email está sendo enviado para quem ingressou antes de 4 de fevereiro de 2013 para realizarem a adesão ao Funpresp.

Esclarecemos que os servidores que ingressaram antes desta data fazem parte do Regime Próprio de Previdência Social (RPPS), exclusivo para servidores públicos federais. Quem se aposentou ou se aposentar nas regras já definidas anteriormente está em condições melhores (paridade ou a média dos últimos 80 salários).

Ao aceitar ingressar no Regime de Previdência Complementar (RPC), serão migrados automaticamente, sem direito ao retorno (decisão de caráter irrevogável e irretratável), para o Regime Geral de Previdência Social (RGPS) com teto salarial do INSS.

Orientamos a não adesão à Funpresp. Clique aqui para saber mais.

Não faça a adesão. A intenção do governo é reduzir os valores da aposentadoria de quem entrou antes de 4 de fevereiro de 2013 e de quem já aposentou.

Em caso de dúvidas, procure o SINDIFES.